Brasileirão Série A, Chapecoense 2 x 1 Atlético-MG -16/08/2015

Brasileirão Série A, Chapecoense 2 x 1 Atlético-MG -16/08/2015

 

Com belos gols e polêmicas, Chape bate o Galo, que se distancia do líder
Galo tem um jogador expulso no 1º tempo, leva gol de falta de Cleber Santana, busca empate com tento contra de Neto, mas Verdão leva a melhor com golaço de Apodi.
Em jogo com duas polêmicas decisivas, a Chapecoense venceu o Atlético-MG por 2 a 1, pela 19ª e última rodada do turno, na Arena Condá. O Galo saiu atrás do placar, buscou o empate mesmo com um homem a menos após expulsão duvidosa de Leonardo Silva, mas não conseguiu sair com pontos da casa da Chapecoense, que embalou mais um triunfo como mandante, com direito a belos gols de Cleber Santana, em cobrança de falta na etapa inicial, e Apodi, após deixar o zagueiro rival caído no chão, no segundo tempo – o tento mineiro foi do alviverde Neto, contra.

Os dois lances duvidosos acabaram custando caro ao time mineiro. Além da expulsão aos 37 do primeiro tempo, no lance que originou o primeiro tento do Verdão, o Galo reclama de mão na origem do tento da vitória de Apodi. O lateral teria carregado com a mão na dividida, antes de driblar Pedro Botelho e colocar no fundo da rede. O resultado negativo ainda o deixou a quatro pontos de distância do líder Timão, com 40, contra 36 da equipe mineira. A Chapecoense termina o turno em 9º lugar, com 28 pontos e bem distante da zona de rebaixamento.
Na próxima rodada, o Galo volta para Minas, onde recebe o Palmeiras, no próximo domingo, às 18h30 – antes encara o Figueirense, pela Copa do Brasil, na quarta-feira, pelas oitavas de final. A Chapecoense retorna ao Brasileirão também no domingo, mas no horário alternativo, das 11h, no Paraná, diante do Coritiba. No meio de semana, porém, também joga, pela Sul-Americana, contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli.
O jogo

O primeiro tempo começou com o Galo mais bem equilibrado e com domínio da partida, inclusive da posse de bola. Chegou a ter 60% de posse apesar de jogar fora de casa e teve as primeiras chances do jogo. O time da casa foi se soltar apenas após os 20 primeiro minutos, em jogoda de escanteio, mas ficou apenas no susto. Aos 37, tudo mudou: Ananias avançou com a bola, Leonardo Silva foi obrigado a parar com falta, bem próximo à linha da área, e o árbitro optou pela expulsão do zagueiro, apesar de ter Jamerson na cobertura. Após muita reclamação, Cleber Santana cobrou duas vezes para deixar o goleiro batido e comemorar a abertura do placar.
Apesar do Galo precisar correr atrás do prejuízo para não deixar o Timão escapar demais na liderança (venceu o Avaí em Florianópolis de virada), era a Chapecoense que tinha as melhores chances no início da etapa complementar. Victor trabalhou forte nas finalizações de Tiago Luis, Denner e Bruno Rangel, até o time mineiro achar o gol em levantamento na área. Pratto cabeceou com dificuldade, Danilo espalmou, mas a bola bateu em Neto e entrou – em jogada de sorte do Atlético-MG e azar do Verdão. Mas a sorte mudaria de lado, já que em lançamento longo, o zagueiro Pedro Botelho vacilou, ficou no chão após drible desconcertante do lateral da Chape, Apodi, que bateu forte de canhota para garantir a vitória do time da casa.

Estádio VIP tudo sobre o jogo e sobre seu time: http://www.estadiovip.com.br

Fique por dentro do mundo do esporte: https://www.facebook.com/esportelovers

Curta a página do Brasileirão: https://www.facebook.com/SerieAdoBrasileirao

Curtam nossa página: http://www.facebook.com/LeandroSportsVideos

Share

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share
Share